Colégio Web

Alberto Luiz Galvão Coimbra

Publicidade

Engenheiro brasileiro nascido na cidade do Rio de Janeiro, RJ, criador primeiro curso de pós-graduação em engenharia química no Brasil (1963) e fundador da Coordenação dos Programas de Pós-graduação de Engenharia, a Coppe (1967), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Filho de um comerciante e representante de firmas americanas no Brasil, cursou o primário no colégio Pitangas, o ginásio no Anglo Americano e o científica no Colégio Universitário e no Andrews. Entrou no curso de química industrial na Escola Nacional de Química, na antiga Universidade do Brasil (1943).

Formou-se (1946) e trabalhou na Comissão Executiva dos Produtos da Mandioca, onde desenvolveu uma pesquisa de dosagem de álcool produzido pela mandioca. Decidido a estudar engenharia química, ganhou uma bolsa de estudos e foi para a Universidade de Vanderbilt, em Tennessee, no sul dos Estados Unidos (1947), com o objetivo de pós-graduar-se e obteve o grau de mestre em engenharia química (1949). Obstinado e envolvido com a reformulação dos cursos de pós-graduação em engenharia, retornou aos Estados Unidos (1961) para analisar os cursos das principais instituições daquele país e graças a seus esforços, a pós-graduação em engenharia química começou (1963) na Divisão de Engenharia Química do Instituto de Química da Universidade do Brasil, com três professores brasileiros e um americano pago pela OEA, Donald Katz, da Universidade de Michigan, e oito alunos.

Com a pós-graduação em engenharia química inaugurada (1963), surgiu a idéia de se criar a Coordenação de Programas de Pós-Graduação em Engenharia, a Coppe. Depois veio o programa de engenharia mecânica (1965), de metalúrgica e elétrica (1966), de civil (1967) de produção e naval (1968) e assim sucessivamente. A existência da Coppe possibilitou a abertura de novos cursos de pós-graduação em engenharia no Brasil. Por exemplo, Heitor Herrera comandou a instalação de um curso de pós-graduação em engenharia mecânica na PUC/RJ (1966). Gaspar Erich Stemmer criou a pós-graduação em engenharia mecânica na Universidade Federal de Santa Catarina (1968) e Lynaldo Cavalcanti de Albuquerque criou, na Universidade Federal da Paraíba, cursos de pós-graduação em engenharia elétrica e civil (1969).

O movimento cresceu e hoje diversas universidades brasileiras têm cursos de pós-graduação, também em outras áreas. Afastado da universidade e da Coppe pelo Conselho Universitário (1973), passou a dedicar-se à Financiadora de Estudos e Projetos, a Finep. Voltou à Coppe (1984), onde exerce atualmente as atividades de professor emérito. Livre-docente pela UFRJ (1953), é D. Hon.Causa pela UFPe (1969) e pela UFSC (1979) e Prof. Emérito da UFRJ (1993), entre outras honrarias é detentor da Grã-Cruz (1994) da Ordem Nacional do Mérito Científico.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados