Colégio Web

Os biociclos aquáticos

Publicidade

2. Os biociclos aquáticos

Os ambientes aquáticos envolvem dois biociclos: talassociclo (biociclo marinho) e limnociclo (biociclo de água doce).

O talassociclo (marinho)

Importância 

O biociclo marinho representa os mares e oceanos que correspondem a 3/4 da biosfera.

Os fatores abióticos do ambiente marinho: luz, temperatura, concentração de sal, e pressão dos líquidos.

Luz

Quanto maior a profundidade, menor será a iluminação. Devido à isso, são encontradas regiões distintas, que são divididas em: eufótica, disfótica e afótica.

1) Zona eufótica: é a área com mais luminosidade, podendo atingir até 100 metros.
2) Zona disfótica: nesta área a luminosidade chega com mais dificuldade, podendo atingir até 300 metros.
3) Zona afótica: esta área não recebe a luz, totalmente escura, ficando abaixo dos 300 metros.

Temperatura 

A temperatura da água do mar varia de acordo com a intensidade solar.

Salinidade

Os oceanos abertos possuem uma média de 37% de salinidade em suas superfícies. As variações ocorrem devido à evaporação da água nos trópicos e a liquefação dos gelos em zonas polares.

Pressão Hidrostática

A cada 10 metros de profundidade aumenta de 1 atmosfera.

O meio biótico

Os seres do meio aquático são classificados em três grupos distintos: plâncton, nécton e bentos.

Plâncton

Designa o conjunto de seres vivos que se locomovem na superfície da água através dos movimentos dela, ou seja, são seres flutuantes.

Divididos em fitoplâncton e zooplâncton.

Fitoplâncton: é o conjunto formado pelos seres autotróficos, representados pelas algas.

Zooplâncton: é o conjunto formado pelos seres heterotróficos, representados pelos protozoários, peixes, caravelas, etc.

Bentos

Trata-se de seres que vivem se arrastando ou fixos nas profundezas do mar.
Os seres que vivem fixos no fundo do mar são denominados sésseis e são representados pelas algas vermelhas, corais, espongiários, etc. Já os seres que se locomovem nas profundezas são representados pelos moluscos e equinodermos.

Nécton 

São os seres que nadam livremente pelos mares e oceanos, representados por polvos, tartarugas, peixes e mamíferos marinhos.

As divisões do ambiente marinho

Os biociclos marinhos são divididos em: província bentônica (fundo do oceano) e província pelágica (massa de água).

Província bentônica

A Província bentônica é dividida em quatro zonas: litorânea, nerítica, batial e abissal.

Zona litorânea: presos em rochas os mexilhões, as algas e os cracas são viventes em uma zona atingida pela maré.

Zona nerítica: os cardumes e os peixes, os plânctons e os néctons grandes riquezas econômicas, são viventes a 200 metros nas profundezas do mar, na denominada plataforma continental.

Zona batial: é a região denominada como talude continental, atingindo até 2 000 metros de profundidade, onde não há a presença de vegetais pela falta de luz, e os animais são raríssimos

Zona abissal: nesta área encontram-se organismos adaptados às condições do ambiente, que não tem recursos para a sobrevivência como luz, calor, frio, alimentos, podendo atingir mais de 2 000 metros de profundidade. Estas adaptações trazem transformações nas espécies, ou seja, sua boca e seus dentes são maiores que o normal para a captura de suas presas, e uma maior sensibilidade à luz.

Província pelágica

A província pelágica tem início no final da zona nerítica, com algas cristalinas e um número reduzido de seres vivos. 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados