Colégio Web

Importância da segurança nos esportes radicais

Os esportes radicais são muito divertidos, principalmente em razão da liberação de adrenalina. Ainda assim, é importante ter segurança nos esportes radicais!

Publicidade

O risco é sempre evidente para quem pratica esportes radicais ou de aventura, mas ninguém imagina que qualquer situação mais drástica possa realmente acontecer. Ninguém quer ou gostaria de se acidentar praticando qualquer modalidade de esporte, mas nem sempre isso acontece.

Recentemente, temos assistido pelo noticiário vários acidentes e muitos deles, fatais com atletas, professores e técnicos em equipamentos que usavam toda a segurança que o esporte exigia. Isso mostra que mesmo assim o risco ainda é muito grande.

Risco de acidentes

No Brasil, existe o registro de acidentes fatais em que atletas ou indivíduos se arriscaram na pratica de esportes de aventura ou radicais como rapel, rafting, asa-delta, parapente, banana boat e andar de bugue. Imaginem, então, o risco que não se corre quando se escala uma montanha ou quando atletas participam de competições arriscadas, como é o caso da brasileira Laís Souza, que sofreu acidente grave de esqui no último dia 27 de janeiro.

Os esportes radicais oferecem ao seu participante, além de correr riscos (e principalmente o risco de morte), a emoção da adrenalina (hormônio que o organismo libera diante das situações de medo e excitação). Quem pratica, descreve sentimentos de liberdade, de emoção, de aventura, de êxtase e de superação de seus limites. Mas limites e cuidados é o que requer qualquer atividade física, ainda mais para quem pratica esportes radicais. É importante manter-se ativo, mas sempre com cautela.

Esportes Radicais

Legislação

No Brasil, existe a Lei do Turismo, criada e aprovada em 2010, que explora o turismo de aventura e dita normas de gestão e segurança da Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT). Muitas empresas que prestam serviços na área de turismo e esportes de aventura não são afiliadas a essa associação, descumprindo assim as normas e técnicas de segurança. Claro que mesmo as que são filiadas ainda podem cometer deslizes no quesito em segurança no que diz respeito aos equipamentos e ao treinamento de instrutores. Para que você possa praticar o seu esporte radical de forma mais segura e menos perigosa, verifique rigorosamente escolas e instrutores com experiências e que sejam recomendados por outros profissionais reconhecidos ou de pessoas que já utilizaram esse serviço anteriormente.

A vida, certamente, vale muito mais a pena ser vivida com muita adrenalina em território certo, explorando os nossos limites com respeito e superando a cada obstáculo. Pratique esportes radicais com segurança.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados