Colégio Web

Os problemas da África Subsaariana

2A África Subsaariana é uma área do continente africano mais próxima do Deserto do Saara. OU seja, na região Sul. Em termos de rateio político, o termo tem sido bastante usado para se referir aos países que concentram grande maioria negra neste continente. Antigamente, usava-se o termo “África Negra” o que gerava contraposição com “África Branca” e já criava mais preconceitos. Os termos obviamente precisam cair em desuso para que os países do norte e sul do Saara não sejam vistos com ainda mais dor.

Publicidade

E quais são as principais marcas de tais nações da África Subsaariana?

Maior parte da população é formada por negros. A economia de quase todos os países está em processo de subdesenvolvimento. Há vários conflitos políticos, especialmente por conta de disputas étnicas. O que se sobressai: pobreza, altos índices de analfabetismo, muitas doenças e um precário sistema de saúde ou mesmo de saneamento e abastecimento de água. Lideranças governamentais corruptas e autoritárias que não resolvem os problemas sociais e econômicos enfrentados pela população da África Subsaariana. O neocolonialismo europeu se mantém forte, com governos da Europa a imperar em tais espaços, mantendo as injustiças sociais. Não são todos os países que vivenciam a realidade dura revelada acima, mas a grande maioria. Os que estão fora de tal contexto buscam alcançar melhores patamares de desenvolvimento para que a condição social e econômica resista às turbulências constantes. Do ponto de vista étnico, cultural, linguístico e religioso também se observam muitos aspectos positivos na África Subsaariana.
1Composta pelos seguintes países: República Democrática do Congo, República do Congo, Burundi, África Oriental, Quênia, Tanzânia, Uganda, Djibouti, Eritréia, Etiópia, Somália, Sudão, África Ocidental, Benin, Burkina Faso, Camarões, Chade, Costa do Marfim, Guiné Equatorial, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné Bissau, Libéria, Mauritânia, Mali, Níger, Nigéria, República Centro-Africana, Ruanda, Senegal, Serra Leoa, Togo e Zâmbia.

Problemas da África Subsaariana 
– Enorme aumento da demografia, apresentou o maior cresimento populacional do mundo anualmente.

– Queda mundial dos preços dos produtos como café, cacau e cobre, que eram exportados pela região, e uma das únicas fontes de investimento.
– Estragos nas rodovias e usinas hidrelétricas, dívidas externas, e perda de investimentos externos.

– Os ilimitados surtos de violência e o genocídio estão acontecendo dentro de alguns países do continenete.

– Desabamento da produção agrícola de auto-suficiência, corrupção e governo imperfeito.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados