Colégio Web

Mudanças que o açúcar trouxe para o Brasil

Publicidade

A maior parte das pessoas daquela época vivia nos campos.
As cidades eram poucas, tinham poucos habitantes, e suas moradias eram bem simples e pobres.

Os moradores dos engenhos

Os moradores do engenho nunca saiam de lá, pois muitos produtos necessários para a sobrevivência eram fabricados no próprio engenho,
como tecidos de algodão para os escravos, combustível para as lamparinas, panelas de barro, rede, vassouras, sabão, farinha de milho e de mandioca.

A população de origem africana

A maior parte da população colonial era negra ou mulata. 
Os poucos homens brancos eram principalmente senhores do engenho, comerciantes, pequenos lavradores, funcionários públicos padres e advogados.

A religião dos engenhos

Os portugueses procuravam preservar sua religião, que era católica.
Nos engenhos mais ricos, foram construídas capelas para as cerimônias religiosas.
Algumas delas funcionavam no interior da casa-grande. Outras foram construídas num terreno elevado, próximo à casa-grande. 
Nas capelas, um padre residente ou vindo de fora realizava missas, casamentos, batizados e ensinava a religião católica para as crianças do engenho.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados