Colégio Web

A terra é um grande filtro

Publicidade

Para os vegetais é fundamental que haja água no solo, os pelos das raízes das plantas absorvem a água do solo.

É necessário muita água no solo de uma horta para que ela fique igual a da figura abaixo. A capacidade de retenção de água depende do tipo de solo. A água, por ser um líquido solvente, dissolve os sais existentes no solo, e assim as plantas podem absorvê-los.

Nem toda a água da chuva flui diretamente para os córregos, riachos, rios. Quando chove, parte da água infiltra-se na terra e vai penetrando até encontrar uma camada impermeável.

E o ar do solo onde ele está? 

Dentro do solo existem pequenos buraquinhos, que chamamos de poros do solo, onde fica guardada a água e o ar que as raízes das plantas e os outros organismos necessitam para beber e respirar. 

Fertilidade dos solos

O chão é fecundado pelos decompositores que, em seu processo de obtenção de energia e dos materiais de que necessitam, separam os materiais que compõem os corpos mortos – decompõem -, separando as substâncias orgânicas das inorgânicas. Eles degradam as substâncias orgânicas, consumindo-as, e liberam os materiais inorgânicos (água, sais minerais, etc.) que retornam ao ambiente. No solo esses materiais fecundam a terra. 

Os tipos de solo 

Dependendo da composição do material da rocha de origem e da ação exercida pelo clima e pelos organismos sobre este material formam-se solos com características diferentes: uns mais férteis (mais ricos em nutrientes) outros mais pobres em nutrientes. O tamanho e a natureza dos minerais que compõem o solo determinam características importantes. Um solo muito rico em areia que se apresenta na forma de grãos relativamente grandes, não consegue reter a água por muito tempo. A água se infiltra rapidamente pelos espaços existentes entre os grãos de areia, indo se acumular nas camadas mais profundas. Como retém pouca água e secam com muita facilidade, dificultam o crescimento de plantas. São chamados solos arenosos.

Os solos argilosos contém muita argila que são minerais de tamanho muito pequeno. A água é retida por muito tempo nos pequenos espaços entre os grãos de argila, originando o barro. Este tipo de solo encharca com facilidade e por isso também dificulta o crescimento das plantas.
Os solos escuros, ricos em matéria orgânica (também chamada de húmus) são ricos em nutrientes, principalmente o nitrogênio. O húmus age ligando os minerais do solo como um cimento, modificando a porosidade e, portanto, aumentando a capacidade de retenção de água. Os solos orgânicos apresentam alta fertilidade, e normalmente proporcionam excelentes condições para o crescimento das plantas.
Dependendo das condições climáticas e biológicas que interagem sobre a rocha de origem, o solo pode freqüentemente apresentar características mistas.

Quando o solo não apresenta as condições necessárias à agricultura ou quando se querem melhorar suas condições, alguns cuidados devem ser tomados: 

Adubação 

A adubação consiste em corrigir deficiências naturais em algum nutriente importante para o crescimento das plantas ou para repor nutrientes removidos pelas colheitas. A  adubação correta aumenta a produtividade agrícola. Deve, entretanto, ser usada com moderação. É preciso ter sempre em mente que os adubos são extraídos de rochas, que são recursos naturais não renováveis, ou produzidos em indústrias químicas com riscos para o meio ambiente.

Rotação de culturas 

A rotação de culturas implica em introduzir a adubação verde no inverno ou verão, intercalada com o plantio da cultura principal, visando formar palha ou cobertura morta, que é uma grande arma contra o desencadeamento da erosão e favorece a retenção de água no solo por mais tempo. 

Arar o solo

É outro cuidado para que o solo não fique compactado, socado. Revolver a terra, além de arejar e facilitar a permeabilidade do solo, permite a penetração mais fácil das raízes das plantas e leva para a superfície o húmus existente.

Irrigação e drenagem

Para manter o nível de umidade necessária ao solo, alguns cuidados são tomados para que ele seja fértil. Com a irrigação a água chega a regiões ou áreas muito secas. Já com a drenagem, retira-se o excesso de água do solo possibilitando que o solo seja arejado.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados