Colégio Web

Vazamento de óleo no litoral

Publicidade

Todos os dias, navios lançam nos oceanos grande quantidade de óleo. Quando os tanques de óleos dos navios são lavados, a água suja é jogada no mar. Ocorrem também vazamentos de óleo do motor ou do óleo que é transportado pelos navios.
Muitos mamíferos, peixes e aves morreram intoxicados. 


Ave suja de óleo.

A GUANABARA PEDE SOCORRO 

No começo do ano 2000, aconteceu um desastre ecológico no mar do Rio de Janeiro. Uma refinaria de petróleo deixou vazar 1292 toneladas de óleo na Baía de Guanabara, bem perto das praias cariocas, no dia 18 de janeiro. É uma quantidade muito grande, o equivalente a quatro milhões de latinhas de refrigerante (só que cheias de petróleo) no mar.
O pior é que o vazamento atingiu os manguezais de Guapimirim, uma Área de Proteção Ambiental com fauna e flora riquíssimas, onde vivem mamíferos, peixes, crustáceos e aves. E a limpeza dos manguezais é muito difícil, porque ali existem muita lama e vegetação cerrada.

A limpeza das águas foi feita com bombas que puxam o óleo para barcos especiais. O óleo que chega até a praia é absorvido com grandes folhas de palhas. Essas são medidas que ajudam, mas não resolvem de vez a poluição.

Mas a Guanabara não ficou em paz: um novo derramamento aconteceu no dia 26 de junho, e em 25 de julho, um navio não identificado espalhou milhares de litros de óleo diesel em suas águas. O desastre foi tão grande que a Baía pode levar mais de dez anos para se recuperar. 

Você sabia!

O estado do Maranhão tem o segundo maior litoral do Brasil, perdendo apenas para o litoral da Bahia.
Por isso a pesca é uma atividade importante para os maranhenses.
Os pescadores trazem do mar e dos rios vários tipos de peixes e caranguejos, com os quais se faz uma deliciosa caranguejada, prato típico do lugar.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados